Como fazer um currículo perfeito para recolocação profissional?

Diversos profissionais lutam pela recolocação no mercado de trabalho. Nesse cenário, é fundamental encontrar maneiras de se destacar e chamar a atenção dos recrutadores. O primeiro passo para isso é a elaboração de um bom documento que exiba as suas competências e experiências para as diversas empresas.

Mas como fazer um currículo perfeito que mostre que você é o candidato certo para a vaga e tem muito a agregar ao time? É esse o assunto deste post, nele vou te contar alguns segredos para voltar à ativa no mercado de trabalho e aumentar as chances de conseguir ingressar nas empresas que sempre quis.

Vem comigo!

Por que caprichar no currículo?

Não pense no currículo apenas como uma formalidade, ele é uma vitrine onde você exibe os seus melhores trunfos. Dessa maneira, é válido gastar algum tempo com a sua elaboração.

As suas experiências profissionais e acadêmicas podem ser a exata combinação que algum recrutador procura. Ao mesmo tempo, a forma como você comunica essas experiências também influência na imagem transmitida, portanto, não negligencie o processo de produção do seu currículo.

Como fazer um currículo perfeito?

Aqui estão algumas práticas que farão o seu currículo brilhar em meio aos outros:

Atenção ao Design

Pense no design utilizado, pois ele deve ser planejado estrategicamente de acordo com a imagem que se quer transmitir. Para alguns cargos, por exemplo, é necessário demonstrar maior capacidade reflexiva e lógica, enquanto que para outros a comunicação e os relacionamentos humanos são imprescindíveis.

É possível utilizar o design para demonstrar algumas dessas qualidades de acordo com as vagas. Isso porque, atualmente, aquele padrão antigo do Word já não é mais a regra. Portanto, explore a combinação de elementos como cores e fontes.

Trabalhos voluntários

Sempre mencione a sua participação em atividades que acontecem fora do ambiente de trabalho, pois elas servem como um ótimo indicativo do tipo de profissional que você é, revelando qualidades como iniciativa, simpatia e espírito empreendedor.

Estou falando dos trabalhos voluntários. Esse quesito pode ser o ponto que o destacará em uma multidão de currículos. Portanto, se você já tiver participado de iniciativas similares, não deixe de mencioná-las. Se não, pode ser um bom motivo para começar: que tal colocar seus conhecimentos à disposição de pessoas que precisam?

Experiências profissionais

Ao falar sobre as suas experiências profissionais, descreva em detalhes a sua participação e função nos trabalhos e projetos anteriores. Diga quais eram as suas responsabilidades e como você contribuiu para que os objetivos fossem atingidos.

Esse deve ser o ponto alto do currículo. Frequentemente, essa é a sua única chance de chamar a atenção do recrutador, portanto, não deixe de mencionar nenhuma experiência que seja relevante para o cargo em questão. Lembre-se: se ninguém sabe, não existe.

Uma estratégia para cada vaga

É comum que os profissionais em busca de novos trabalhos preencham suas informações em um currículo e disparem para todas as vagas que encontrar. Por isso, aqui está uma chance de você se destacar: trace uma estratégia diferente para cada vaga que pleitear.

Essa questão é ainda mais válida se a sua ficha de experiências profissionais for muito ampla e diversa: selecione as vivências profissionais mais pertinentes para cada oportunidade.

O que evitar?

Além de encontrar maneiras de ressaltar as suas experiências, habilidades técnicas e competências, é importante prestar atenção à tendência de superestimar certas experiências profissionais, ou seja, exagerar habilidades que não se tem realmente.

Uma pesquisa da Robert Half, comprovou que 75% dos recrutadores já desconsideraram candidatos por detectarem mentiras relacionadas à escolaridade, experiências e competências. Você não pretende entrar para essa estatística, não é?

Práticas como essa aumentam significativamente as chances de o candidato ter seu currículo excluído dos processos seletivos, sem contar o prejuízo de manchar a sua imagem perante o time de recrutadores.

Vale ressaltar que não existe uma receita para o currículo perfeito, pois as culturas organizacionais e carreiras variam. Portanto, na dúvida, busque toda a informação que puder sobre a empresa para a qual está submetendo a sua candidatura.

E aí, já sabe como fazer um currículo perfeito? Então, eu tenho outro artigo para você: como um coach pode auxiliar pessoas no momento de transição de carreira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X