Life coaching: você sabe o que é isso? Descubra aqui!

life coaching

Não sei como você se organiza, mas, hoje, a tendência é que as pessoas mesclem as áreas da vida, já percebeu isso? Pessoal, profissional, espiritual — tudo se integra em um contexto mais amplo, conectado. Por isso, o life coaching é um processo cada vez mais procurado: ele ajuda o coachee a se equilibrar de maneira completa!

Observe, por exemplo, que não é possível encontrar um profissional satisfeito se sua vida familiar estiver com problemas. Apesar de já ter presenciado transformações globais quando a pessoa alinha apenas um dos fatores em desequilíbrio com o life coaching, o coachee encontra a solução para os diversos detalhes da sua vida, olhando para um todo.

Neste texto, vou falar um pouco mais sobre o que é um life coach, como ele trabalha e como acontece a formação e capacitação desse profissional. Boa leitura!

Entenda o que é life coaching

O processo de coaching conta com poderosas ferramentas para trabalhar o autoconhecimento, fazendo com que o cliente consiga enxergar a situação na qual ele se encontra. Após essa etapa, o profissional usa diversas técnicas para ajudar o coachee a identificar o objetivo que pretende alcançar e o caminho que será planejado e executado para atingir esse ponto.

Um life coach é o profissional especializado para apresentar a vida da pessoa atendida de maneira sistêmica. Assim, o coachee percebe que, para encontrar equilíbrio e harmonia, é preciso trabalhar diversos pontos, e não apenas uma área. Pode acontecer de um executivo não conseguir se destacar em liderança por uma crença limitante ligada ao seu círculo familiar, por exemplo.

Falando em liderança, essa é uma imagem que eu gosto de trabalhar quando penso em life coaching. Ele é um processo para transformar o cliente em um líder de si mesmo, capacitado a encontrar soluções, identificar suas necessidades e alcançá-las mesmo após o processo de coaching.

Descubra qual é a abordagem desse profissional

O life coach, ou coach de vida, tem o objetivo de trabalhar diversas habilidades para que o cliente tenha autonomia sobre a sua vida, sendo capaz de alcançar seus sonhos. Em um primeiro momento, o profissional ajuda o coachee a identificar como se encontra o seu atual estado de vida. Algumas perguntas reflexivas são usadas para:

  • descobrir como se encontra a vida emocional e quais tipos de sentimentos são despertados perante os vários setores vitais;
  • aceitar os fatos, que, ao contrário das emoções, estão relacionados ao que aconteceu ou ao que é. Um adulto de baixa estatura, por exemplo, não conseguirá mudar essa realidade.

Depois de compreender a relação entre os sentimentos e os fatos, é hora de definir os objetivos. O que precisa ser trabalhado internamente, como as crenças limitantes? O que pode ser mudado? Quais são os verdadeiros sonhos que o coachee deseja conquistar? Após esse ponto, é hora de acionar a fase do planejamento.

Esse estágio não lida apenas com as ferramentas para garantir que o projeto será executado com excelência, como também prevê imprevistos e identifica oportunidades que possam surgir pelo caminho. Além disso, esse é um documento que servirá como um mapa para que o coachee siga passo a passo pelo caminho, entendendo onde está e por que é preciso executar determinadas ações.

Na execução, um plano bem-feito também será aquele que corrige possíveis desvios de curso. Gostaria de lembrar, ademais, que, durante todo o processo, o cliente receberá as ferramentas para se manter motivado e engajado no seu objetivo. Afinal, um planejamento, dessa forma, seria apenas um processo frio — é necessário ter paixão para impulsionar as ações e concretizar os sonhos.

Confira quais tipos de coaching existem

Apesar de o life coach analisar a vida das pessoas que atende de forma integral, ainda é possível atuar como outros tipos de coach:

  • executivo: ajudando gestores e líderes corporativos, de um modo amplo, a gerir seus processos de tomada de decisão, treinando-os a alcançarem alta performance, cumprindo tarefas e alinhando a tríade — executivo, empresa e colaboradores;
  • de carreira: nesse ponto, ele apoia seu cliente no seu desenvolvimento ou, até mesmo, no reposicionamento de carreira, impulsionando o desempenho no trabalho, além de ajudar a pessoa atendida a alcançar satisfação profissional;
  • esportivo: elevar a capacidade de jogadores e esportistas, ajudando-os a superarem os próprios recordes. A vantagem aqui seria atuar também com a integração dos times e de todos os envolvidos para assegurar um trabalho coletivo setado para a vitória;
  • de relacionamento: focar nos setores da vida pessoal afetiva, trabalhando crenças limitantes e padrões de comportamento que podem influenciar nessa área de relacionamento do coachee, mas que podem ter origem em outros setores da vida.

Veja como acontece a formação e capacitação desse profissional

Assim como todas as outras especializações de coaching, para ser um coach de vida, você precisa, inicialmente, ter a formação básica para coach. O passo seguinte é pesquisar bastante para conseguir escolher a escola de coaching. Já quanto às outras características que posso indicar, peço que você tenha atenção — elas são sobre você.

Atuando como coaching e também na formação de novos coaches, encontrei algumas pessoas que acreditavam que, para ser coach, a pessoa precisava nascer com um dom. O que vejo, na verdade, é que você precisa de algumas qualidades. Inclusive, elas podem ser desenvolvidas ao longo da formação. O essencial é: saber ouvir, ter paciência e gostar de ajudar as pessoas.

Se você tem ou está disposto a usar essas três características que estão presentes no ser humano, o caminho já está aberto. Agora, sugiro apenas que, para essa jornada, você se prepare com foco, persistência e motivação. Assim, garante a atuação como um profissional de sucesso.

Como apresentei neste artigo, o life coaching é a atuação para despertar o autoconhecimento do cliente, capacitando-o a superar seus desafios e a encontrar equilíbrio. Falei também de alguns tipos de coaching em que esse profissional atua. Por fim, você viu que, se souber ouvir e gostar de ajudar os outros, com foco e persistência, se transformará em um profissional de sucesso!

Espero que essas informações tenham inspirado você. Ser coach é estar preparado para um trabalho muito nobre, que está ligado a ajudar o próximo. Se você gostou dessa possibilidade, talvez queira descobrir também como um coaching pode auxiliar seus clientes na transição de carreira!

(1) Comment

  • Dilson Cardoso da 6 de julho de 2018 @ 17:18

    Saudações:

    Venho analisando, conteúdo, prática, período,investimento.
    Já estou decidido e já venho atualizando-me.
    Quero saber o conteúdo, período, valor do investimento!

    Dilson Cardoso Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X