Saiba como criar uma startup ou produto a partir de uma boa ideia

É muito provável que você já teve diversas ideias e encontrou dificuldades para colocá-las em prática, não é verdade? Trata-se de uma situação comum e que acontece com todo mundo, inclusive com donos de grandes negócios.

Apesar de estar longe de ser impossível, considero quase sempre um grande desafio tirar uma ideia do papel e criar uma startup ou um produto inovador.

A dificuldade pode ser ainda ser maior pelo fato de a startup exigir processos muito mais intensos do que uma empresa normal.

Mesmo com todos os riscos envolvidos, principalmente por conta do dinamismo e da competitividade do mercado, qualquer pessoa pode criar uma startup ou produto de sucesso.

Contudo, é preciso se planejar para desenvolver algumas habilidades técnicas e outras emocionais, como a dedicação, a perseverança e o comprometimento.

Se você estiver insatisfeito com o trabalho ou simplesmente pensa em concretizar uma ideia, separei neste artigo 6 dicas poderosas. A seguir, você vai entender como criar uma startup ou produto de crescimento rápido e alto potencial competitivo. Acompanhe!

1. Busque parcerias

Estabelecer uma ótima rede de contatos é essencial para alavancar uma startup ou começar a desenvolver um produto. Após validar sua ideia com um grupo de clientes, fica muito mais fácil fazer o pitch, ou seja, apresentar sua empresa ou produto para possíveis investidores, colaboradores ou até mesmo sócios.

Além disso, trabalhe seu marketing pessoal. É o momento ideal para fazer networking em eventos de negócios e empreendedorismo, em coworkings e em outras startups, a fim de trocar conhecimento e experiências que podem impulsionar a sua estratégia.

2. Valide hipóteses de mercado

Neste momento, é fundamental que você valide a sua solução. Após descobrir quem são as pessoas que busca atingir e o que esse público quer, é preciso determinar a verdadeira capacidade de crescimento da sua startup.

Uma vez que você torna a sua solução válida, descobre se a sua ideia é aceita e se atende o interesse das pessoas que pretende ter como clientes fidelizados.

É o momento crucial em que será respondida a seguinte questão: a minha empresa ou produto resolve um determinado problema, cura uma dor ou realiza um sonho?

Ao testar sua hipótese de mercado, você receberá feedbacks dos consumidores. Além disso, também é o tempo de fazer uma pesquisa de mercado, que vai indicar a viabilidade da sua ideia inicial.

3. Obtenha recursos

Não é muito difícil ter acesso a um investimento, mas, para ter sucesso, é necessário saber como fazer isso.

É preciso se esforçar para conquistar a atenção de investidores anjos, fundos de investimentos e aceleradoras para captação de recursos. Além disso, os investimentos também podem partir de amigos e familiares.

Sempre digo que é crucial ter em mente que os investimentos podem ter vários caminhos. Por esse motivo, você deve se organizar para testar várias alternativas ao mesmo tempo.

Então, como última dica, recomendo que sempre mantenha os investidores atualizados do seu projeto, adote uma comunicação clara e direta e, se possível, contrate um advogado para lhe auxiliar em todo o processo de negociação.

4. Faça testes para aperfeiçoar seu negócio

Existem diversas formas de você testar seu modelo de negócio. No universo das startups, utiliza-se comumente o conceito de Mínimo Produto Viável (MVP).

O MVP é projetado para responder a questões técnicas do produto e testar a viabilidade do empreendimento no mercado.

Isso pode ser feito principalmente por meio de entrevistas com clientes, que vão validar ou invalidar sua ideia. Você pode pedir que as pessoas, por exemplo, falem sobre o que entenderam em relação à sua oferta.

Além disso, pergunte se seu produto atende às suas necessidades e entrega real valor para as suas vidas.

Mesmo que as respostas não sejam as esperadas, você terá dados valiosos em mãos para seguir ou não com a sua estratégia.

5. Encontre um bom espaço

É imprescindível ter um espaço apropriado para desenvolver o seu empreendimento. Gosto de destacar que não necessariamente precisa ser em um grande centro, desde que você avalie bem o impacto da questão geográfica no seu modelo de negócios.

Para definir um bom local, pense em uma concentração mínima dos principais consumidores. Além disso, esteja atento às questões de disponibilidade de recursos e subsídios de impostos.

Não menos importante é a qualidade de vida. Afinal de contas, o dia a dia de startup é duro. Por isso, é fundamental que pontos como o acesso ao trabalho sejam facilitados.

Por fim, apesar de óbvio, também friso que o local da empresa precisa estar equipado e mobiliado de forma apropriada para que seja possível produzir ágil e eficientemente.

6. Conheça processos de mentoring

Um mentor é uma pessoa mais experiente e com mais habilidades empreendedoras, podendo ajudar sua startup ou produto a se desenvolver de forma mais rápida. Esse tipo de profissional vai abrir portas e trazer novas perspectivas relacionadas ao universo do seu negócio.

Entre as funções do mentor, destaca-se a análise de relações de causa e efeito em situações de adversidade. Assim, ele pode dar suporte para que a jornada aconteça da maneira mais assertiva possível. Esse especialista também pode ser fundamental para auxiliar no networking e a desafiá-lo constantemente.

Agora, você deve estar se perguntando: e como consigo o mentor ideal para o meu negócio? O que sugiro é que você conte com alguém que tenha afinidade com seu projeto. De preferência, que tenha tido experiência e resultados na área em questão.

O mentor é alguém que genuinamente deseja ver você e sua empresa prosperarem. Para conseguir um bom profissional nesse sentido, demonstre sua capacidade. Dê sua opinião e diga de forma clara e objetiva aonde pretende chegar. Dessa forma, ele ficará mais inclinado a aceitar o processo de mentoring com você.

O que achou dessas ideias sobre como criar uma startup ou um produto? Como disse, é um processo que exige muita dedicação e comprometimento, mas é plenamente possível ter um modelo de negócio de sucesso.

Se você gostou do artigo, mas ainda tem dúvidas sobre o caminho a seguir, entre em contato e veja como posso ajudá-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X