5 sinais de que você precisa mudar de carreira!

Um cara sentado pensando em mudar de carreira

Quantas vezes você já pensou em mudar de carreira? Talvez uma, duas ou mais vezes, não é mesmo? Percebo que esse é um desejo comum a muitos profissionais, afinal, todos querem crescer e enfrentar novos desafios, porém nem sempre é possível atingir esses objetivos na posição atual.

Por isso, a minha primeira recomendação é avaliar se esse é o momento certo para buscar novos caminhos, pois essa pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso da empreitada.

Agora, para te ajudar nessa missão, preparei esse artigo com os 5 sinais indicativos de que é hora da mudança. Confira a seguir e veja se há identificação com a sua situação!

 

1. Tem insatisfação financeira

Um indício de que é necessário mudar de carreira é a insatisfação financeira. Isso quer dizer que você sente que produz muito, tem conhecimentos avançados sobre sua área, mas a remuneração não representa esse quadro.

Além disso, há outra possibilidade: receber um bom salário, mas mesmo assim não se empolgar ou ter motivação para continuar seguindo o mesmo caminho. Diante disso, analise as suas condições e veja se é melhor buscar uma nova oportunidade.

 

2. Sente tristeza no trabalho

Sentir tristeza ao desempenhar as suas tarefas é um sinal de alerta, alguma coisa está errada.

No geral, é comum a sensação de felicidade ao fazer algo, isso vale para o trabalho e vida pessoal. Agora, quando o que predomina é a indisposição, falta de alegria, o desânimo e a desmotivação, é provável que aquele lugar ou as atividades desempenhadas já não funcionam mais para você.

Sem dúvidas, esse é um forte indicativo para programar uma transição de carreira e conquistar o bem-estar novamente. Até porque, tais sentimentos podem causar estresse, depressão e doenças psicossomáticas. Portanto, investigue com cuidado a relação com o seu trabalho.

 

3. Faz tarefas incompatíveis com suas habilidades

Vamos pensar juntos em uma situação hipotética: você sente claramente que tem habilidades para gerenciar uma equipe, mas a sua tarefa exige apenas alguns controles de planilhas. Parece pouco estimulante, não? Talvez seja o momento de deixar o medo de lado e mudar de carreira.

Isso pode ocorrer por alguns motivos, tais como: a empresa não possui estrutura para acompanhar o desenvolvimento de carreira dos colaboradores ou mesmo não há interesse em promoções.

Sendo assim, ao identificar esse ponto, é válido conversar com o seu superior e estudar a possibilidade de alcançar postos mais elevados. Se a resposta for negativa, é melhor começar o planejamento da sua mudança de rumo.

 

4. Evita conversar sobre o trabalho

Eu sei, e você também sabe, de um fato: a grande maioria das pessoas passa mais tempo no trabalho do que com a família, não é? Por isso, é natural comentar com os amigos e familiares sobre o seu dia a dia na empresa.

No entanto, em uma roda de conversa, quando o assunto é a vida profissional, você simplesmente foge do tema? Então, é preferível repensar seu cargo atual.

Essa atitude de “fugir” vem da falta de admiração, interesse e também por desejar esquecer completamente o trabalho, isto é, o cotidiano na firma é um martírio. Como ninguém merece viver nesse sofrimento, comece a pensar em outra ocupação e reconquistar o prazer em produzir e falar a respeito.

 

5. Realiza as atividades no modo automático

Depois de anos, você segue com as mesmas tarefas? Já sabe todos os passos e até mesmo os possíveis problemas? Isso pode ser positivo, caso o sentimento seja de satisfação com esse cenário. Porém, se houver incômodo por não aprender nada de novo ou ter mais desafios no cotidiano, é hora de tomar uma atitude.

Quanto a isso, recomendo conversar com o gestor e verificar a chance de novas atividades. Talvez uma alteração já traga novo ânimo. Contudo, descartada essa hipótese, é razoável considerar mudar de carreira e continuar a sua trajetória de aprendizado e novas conquistas.

A minha dica final é que você não tome nenhuma decisão precipitada, avalie com cuidado a sua condição no trabalho e, caso seja necessário, busque ajuda de um coach de carreira para auxiliar na transição.

Gostou desse conteúdo? Planeja mudar de carreira? Deixe aqui o seu comentário e compartilhe sua opinião com todos!

 

(3) Comments

  • Marcio lima 11 de outubro de 2017 @ 23:01

    Tudo bem?Espero que sim.Essas dicas foram bastante práticas e o princípio de não se precipitar é realmente importante.No meu caso estava acontecendo desse jeito, mas agora vejo que a solução muitas vezes está perto e nós é que nos distanciamos dela.

  • Eugênio 12 de outubro de 2017 @ 00:20

    Só posso dizer que as matérias do Maurício são acima da excelência. Que Deus o ilumine e lhe dê muitos e muitos anos de vida pra compartilhar sempre conosco essas maravilhas.

  • adeilson 12 de outubro de 2017 @ 15:09

    Muito bom o testo e bem explicado, parabens Mauricio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *