Siga estas 7 dicas e aprenda a vender coaching de forma eficiente

Ter uma boa formação e ser um excelente profissional é essencial para ser um coach de sucesso. Porém, para conquistar clientes e ter uma carreira promissora é preciso saber vender coaching.

No entanto, muitos profissionais não conhecem técnicas de venda e não sabem como adquirir conhecimentos e habilidades que permitam a comercialização dos seus serviços de forma eficiente.

Pensando nisso, preparei um artigo com as melhores práticas para vender coaching e conseguir ótimos rendimentos. Confira!

1. Saia da sua zona de conforto

Muitos profissionais, principalmente os iniciantes, acreditam que o único fator que importa para conseguir clientes são os seus conhecimentos e habilidades na área de coaching. Contudo, apesar de uma boa formação ser fundamental para conquistar o mercado, os coachees não vão surgir milagrosamente.

Por isso, é necessário ser proativo e se propor a usar a experiência profissional em função das vendas. O coach precisa ser um exímio vendedor e isso requer aprendizado, estratégia e um comportamento positivo e dinâmico.

2. Trabalhe o marketing pessoal

Como profissional, você é uma marca e precisa investir na divulgação da sua imagem para conquistar clientes e obter sucesso. Não adianta ter um currículo cheio de cursos conceituados, experiência na área e muitos casos de sucesso se essas informações não chegam de forma atraente aos potenciais coachees.

Portanto, é imprescindível trabalhar o marketing pessoal para divulgar a sua marca e comercializar os seus serviços. A seguir, apresentarei algumas práticas que podem ajudar a valorizar a sua imagem profissional. Acompanhe!

2.1. Cuide da aparência

O visual não é o aspecto mais relevante, mas é muito importante, principalmente no primeiro contato. Dessa forma, é imprescindível ter uma aparência que esteja de acordo com as suas competências e pretensões profissionais.

2.2 Seja agradável

A empatia é fundamental para o trabalho de um coach, mas para ter uma boa imagem profissional ela precisa estar aliada à simpatia. Seja agradável e receptivo com as pessoas, independentemente de serem potenciais clientes. Por exemplo, sorria, tenha atitudes positivas e comporte-se de forma prestativa.

2.3 Fique atento ao vocabulário

No ambiente físico e virtual, é essencial usar um vocabulário adequado. Você pode não perceber, mas cada uma das suas palavras importam na transmissão de uma mensagem. Sendo assim, evite usar gírias, palavras consideradas vulgares e expressões complexas.

3. Venda soluções às pessoas

O erro de muitos coaches ao conversar com possíveis clientes é tentar vender o conceito de coaching. Geralmente, as pessoas procuram esse processo porque têm um problema, querem realizar algo, ou ambos. Elas querem soluções e é isso que você precisa oferecer.

Por exemplo, o cliente que busca um coach vocacional não está procurando o coaching em si, ele quer descobrir as suas aptidões e em quais profissões tem mais chances de alcançar a satisfação e o sucesso profissional.

Conheça os problemas comuns ao seu nicho de mercado para ter um direcionamento, mas não deixe que isso atrapalhe o seu entendimento sobre os aspectos individuais. Cada pessoa tem questões e propósitos únicos, por isso é preciso conversar com o futuro coachee e descobrir como você pode ajudá-lo para criar uma oferta personalizada, que entregue os resultados almejados.

4. Faça propostas escritas

Propostas escritas são uma forma eficiente de vender coaching, especialmente para os profissionais que estão começando e ainda não têm segurança para oferecer os seus serviços de forma verbal. Quando bem elaboradas, elas permitem que todas as possíveis dúvidas do futuro cliente sejam explicadas e tendem a ser bem-sucedidas.

Alguns elementos importantes em uma proposta escrita são:

  • data de vencimento: é importante estabelecer um prazo de validade para obter respostas positivas rapidamente;

  • texto personalizado: evite textos padronizados. Cada pessoa tem características e necessidades únicas e precisa de um texto customizado;

  • casos de sucesso: conte a história de clientes que alcançaram os seus objetivos com o coaching;

  • valor: especifique as formas de pagamento e demais informações relacionadas.

5. Desenvolva habilidades de comunicação

Os melhores vendedores são excelentes comunicadores. Eles dominam os vários aspectos do processo de comunicação, como oratória e linguagem corporal. Além disso, sabem que a qualidade das interações dependem de observação e troca.

Com isso, eles são capazes de ter conversas envolventes que proporcionam as informações necessárias para construir ofertas que atendam a todos os desejos e expectativas do futuro cliente.

Algumas dicas que podem ajudar a melhorar as habilidades de comunicação são:

  • seja claro e objetivo: fale de forma simples e certifique-se de que todos entenderam a mensagem;

  • saiba ouvir: a troca é um dos princípios da comunicação, por isso é imprescindível ouvir com atenção para realmente entender o que a outra pessoa está falando;

  • mantenha contato visual: evite olhar para baixo ou para os lados durante as conversas. Essas ações demonstram, por exemplo, insegurança e descaso;

  • faça perguntas: questionar é uma forma eficaz de entender o que o outro pensa e deseja, para assim estabelecer uma boa interação;

  • cuide do tom da voz; variações no tom podem demonstrar aspectos indesejados, como agressividade e ironia.

6. Incentive as indicações

As indicações são muito importantes para conseguir novos clientes, mas dificilmente elas vão acontecer de modo espontâneo. Além de fazer um trabalho de qualidade, que proporcione satisfação aos clientes, é necessário criar estratégias e realizar ações que incentivem os coachees a indicarem os seus serviços.

Algumas formas de conseguir indicações são:

  • valorize o seu trabalho e a sua marca;

  • ao final do processo, peça indicações aos coachees;

  • construa um relacionamento com os clientes;

  • mantenha o relacionamento depois de terminar o coaching;

  • solicite depoimentos sobre o seu trabalho e divulgue.

7. Tenha um site

Um site é uma excelente forma de vender coaching. Ele proporciona visibilidade e permite a exposição das melhores qualidades do seu trabalho. Assim, é possível fornecer informações que gerem interesse sobre o processo e estabelecer uma relação com prováveis clientes.

Algumas dicas para criar um site que gere resultados são:

  • invista na parte técnica;

  • tenha um domínio próprio;

  • desenvolva uma identidade visual;

  • compartilhe os seus melhores conhecimentos;

  • disponibilize um formulário de contato;

  • mostre os seus casos de sucesso.

Essas práticas são formas eficientes de divulgar o seu trabalho e conquistar clientes. Entretanto, é importante estudar o seu nicho de mercado e descobrir como adaptá-las para atingir o seu público. Dessa forma, é possível criar propostas únicas que valorizem o seu trabalho e atraiam potenciais coachees.

Gostou de aprender a vender coaching de forma eficiente? Agora, que tal baixar o nosso ebook e conhecer mais sobre o coaching vocacional?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X