5 características indispensáveis para ser um coach de sucesso

Eu ouvi falar sobre a carreira de coach pela primeira vez já faz algum tempo. Queria descobrir os campos profissionais mais promissores da atualidade e fui pesquisar sobre isso. Constatei que a área de coach é uma das que mais crescem no mercado atual. E se essa é uma carreira que está em ascensão, como se tornar um coach de sucesso e obter destaque na profissão?

É fato que a carreira de coach enfrenta uma concorrência razoável, pois muitos profissionais têm encontrado na profissão a oportunidade ideal para obter notoriedade em suas atividades. Por isso, é importante desenvolver alguns atributos que são fundamentais para apresentar um bom desempenho na profissão e, claro, alcançar o tão almejado destaque no mercado.

Identifiquei cinco características essenciais para ser um coach de sucesso. Confira a seguir.

1. Transmitir confiança

Para uma relação sólida e resistente, cativar o cliente é de fundamental importância. Manter um bom relacionamento e transmitir segurança no que faz são a base de um profissional bem-sucedido. Para se tornar um coach de sucesso, é preciso valorizar as relações, ter habilidade para lidar com pessoas e, ainda, transmitir segurança, cativando o cliente e conquistando sua confiança.

Demonstrar profissionalismo é a principal forma de conseguir tal feito. Por isso, desde o início mantenha tudo documentado, emita um contrato adequado e deixe claro quais são as opções e garantias do coachee.

2. Colocar a ética acima de tudo

Como em qualquer profissão, manter a ética é um atributo importante para se tornar um coach de sucesso. A ética permite ao profissional um exercício diário de honestidade, credibilidade e comprometimento, entre outras virtudes que direcionarão a conduta e o comportamento em todas as atividades.

Sempre busque compreender bem as necessidades dos clientes e não aceite casos que não tem certeza se pode lidar ou para os quais o coaching não seja a resposta adequada. O resultado certamente será o reconhecimento, não apenas pelo seu competente trabalho, mas também por seu comportamento exemplar.

3. Manter sempre uma boa comunicação

O mundo moderno é marcado, principalmente, pela comunicação. A habilidade de se comunicar bem é uma ferramenta fundamental para quem deseja manter fortes relações profissionais e, ainda, construir níveis de confiança entre os envolvidos.

A maneira como a mensagem é transmitida faz toda a diferença para o receptor, ou seja, uma boa comunicação é a melhor maneira para conquistar o cliente, construir uma relação segura e alcançar o posto de um coach de sucesso.

4. Exercer a liderança

Uma das principais funções do coach é fortalecer e conceber líderes, isto é, profissionais qualificados para orientar e conduzir pessoas e negócios, em busca de seus sonhos e objetivos de vida. Então, nada melhor para um coach bem-sucedido do que exercer o papel de líder no desempenho de suas funções.

Para saber como ser um coach de sucesso, basta conhecer as atribuições importantes de um bom líder: guiar os clientes, aconselhar por meio de ensinamentos, transmitir conhecimento e ser um farol que busca conduzi-los da melhor forma.

5. Ter disciplina

Assim como a ética, manter a disciplina também é uma característica fundamental para o sucesso em qualquer profissão. É preciso muita dedicação, empenho e foco para se destacar na área, principalmente devido à necessidade de se manter sempre atualizado com os assuntos atuais e todas as inovações existentes.

Ter disciplina para realizar o trabalho da melhor forma possível, buscando sempre capacitação e especialização, certamente são atributos fundamentais para obter destaque na carreira.

6. Ter uma escuta ativa

Grande parte do trabalho de coaching é colocar os seus ouvidos à disposição das pessoas que o procuram, que irão até você em busca de soluções para problemas pessoais e profissionais. Trata-se de situações que elas reconhecem que não conseguem resolver sozinhas, por isso irão confiá-las ao coach.

Na maior parte das vezes, a questão central envolve a insatisfação com uma limitação pessoal: a procrastinação, a insegurança para liderar, o travamento ao ter que tomar a iniciativas em diversas ocasiões ou a sensação de não conseguir se conectar com os outros.

Seja qual for o caso, para que o profissional de coaching consiga alcançar a profundidade do problema do cliente, perceber as origens que o sustentam e propor soluções adequadas, é preciso treinar a escuta. Pessoas introvertidas têm, naturalmente, maior facilidade para escutar e ler outras pessoas do que pessoas extrovertidas. No entanto, seja qual for o seu perfil, essa habilidade pode — e deve — ser trabalhada.

7. Manter-se atualizado

Conforme o profissional de coaching vai ganhando espaço no mercado, a tendência é que a diversidade dos casos que chegam até ele aumente. Para responder à altura, é preciso buscar continuamente por novos conhecimentos, ferramentas e recursos, assim como obter certificações de instituições sérias e reconhecidas.

Ter à disposição diferentes ferramentas para resolver problemas e enriquecer a jornada de autoconhecimento do cliente é o que torna um coach referência no mercado. Além disso, o domínio sobre diversas técnicas e recursos permite que o profissional faça as suas próprias adaptações para se aproximar da realidade de cada pessoa.

8. Saber provocar ideias

O processo de coaching é uma troca constante entre cliente e mentor, por isso não é incomum que seja necessário realizar alinhamentos após feedbacks e etapas concluídas.

Deter técnicas e ter muitos recursos para apresentar ao cliente tem pouco valor se o profissional de coaching não souber provocar ideias e estimular descobertas. Arrisco-me até a afirmar que esse é o maior ganho para o coachee durante e após o coaching.

9. Saber ler nas entrelinhas

Nem tudo é dito em uma conversa entre coach e coachee, por isso é preciso saber ler nas entrelinhas. Poderíamos supor que, ao contratar um programa de coaching, o cliente compartilharia toda a informação é necessária para que o profissional consiga realizar o seu trabalho, contudo, quando se trata das limitações pessoais e profissionais, o mais comum é que as raízes de tais problemas sejam mantidas em nível inconsciente.

Dessa maneira, cabe ao coach a habilidade de ler nas entrelinhas. Assim como a capacidade de ouvir ativamente, tal prática requer um sentido aguçado, seja para perceber certo desconforto do cliente ao falar sobre determinado assunto, seja para notar padrões de pensamento ou ler a linguagem corporal.

10. Ser flexível

Todo profissional, seja de qual área for, tem preferências quanto às formas de realização do seu trabalho. Contudo, no trabalho de coaching é importante se manter aberto e flexível para tentar novas maneiras, isso porque a diversidade de pessoas é imensa e, quanto maior a abertura para a adaptação, maiores as chances de conseguir cativar mais clientes e, principalmente, realizar um bom trabalho.

Além de todas essas características, um coach precisa ter vocação para contribuir com o bem-estar das pessoas e saber se relacionar com elas, mantendo boa comunicação, ouvindo seus anseios e propósitos e favorecendo sempre seu crescimento pessoal e profissional.

Quer saber mais sobre como se tornar um coach de sucesso? Acompanhe todas as atividades do Instituto Maurício Sampaio no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e LinkedIn.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *