Solidão profissional: como lidar com esse fantasma?

Alguma vez você já se sentiu solitário profissionalmente? Neste post, eu quero falar com você sobre isso: a solidão profissional, que muitos profissionais sentem ao iniciar um novo projeto. 

Eu não sei se você que está lendo este artigo é um executivo e, às vezes, precisa tomar decisões profissionais na sua vida (não apenas sobre a sua carreira, mas também referentes às decisões estratégicas na empresa) e sente que está sozinho para pensar a respeito delas. Ou talvez se você conheça alguém que é líder de uma equipe e parece que está sempre tomando todas as decisões sozinho porque ele fala com a equipe e ninguém o entende. Ou, do contrário, talvez você seja um profissional autônomo, igual eu sou, e se sente solitário em diversas ocasiões para planejar sua carreira.

De fato, eu vejo que muitos profissionais estão com a carreira paralisada por conta desse sentimento de solidão, pois se sentem diariamente sozinhos no trabalho, mesmo com a praticidade que a internet oferece em relação a contatos e comunicação via e-mails, blogs e redes sociais.

A minha história não foi muito diferente. Eu sempre fui empresário: era diretor de uma escola, lidava com 50 a 60 funcionários e tinha uma vida profissional bastante agitada no ambiente de trabalho. Todos os dias eu chegava no colégio e o meu escritório estava cheio de gente, então eu sempre estava convivendo com pessoas para poder trocar ideias, figurinhas, insights e tomar decisões compartilhadas.

Quando eu tomei a decisão de trabalhar por conta própria e ser um orientador vocacional (porque eu não comecei direto no coaching), eu montei meu escritório e depois de uma ou duas semanas eu comecei a sentir esse tipo de solidão. Eu não tinha mais com quem compartilhar minhas ideias e decisões. Naquela época, inclusive, não havia a facilidade de comunicação que a internet proporciona atualmente, então foi realmente bem difícil.

O sentimento de solidão profissional precisa ser afastado da sua vida

Naquela época, eu comecei a ver que a solidão profissional realmente estava me pegando. E isso aconteceu de uma forma muito complicada a ponto de eu pensar, inclusive, em desistir. Isso é algo que eu já li e ouvi de várias pessoas que me mandam e-mail comentando que estão desanimadas e desmotivadas, pois tomaram a decisão de deixar a empresa para se tornar consultoras e agora estão “sozinhas”.

Eu também recebo e-mails de executivos que perguntam se o coaching pode ajudá-los a tomar uma decisão. “Contratar um coach é bom para isso?” Eu sempre digo que é bom você ter uma pessoa para te ajudar a tomar decisões – mas não tomar decisões por você, e sim te ajudar nelas.

E isso é muito legal! Eu mesmo, quando preciso tomar uma decisão ou planejar algumas coisas na vida, eu contrato um coach. Eu sou um coach que contrata outros coaches. E isso é uma coisa que eu falo para todo mundo: contrate um coach!

Você precisa se fazer presente

Eu passei a perceber que existem coisas que a gente não pode deixar de lado, justamente para evitar que essa solidão nos pegue de surpresa e acabe prejudicando a nossa carreira. A gente tem que sempre estar presente e se fazer presente. E, para se fazer presente, é preciso se doar e ir atrás das coisas.

Teve uma ocasião, por exemplo, que eu fui ao lançamento de um livro do José Roberto Marques, um grande amigo que é presidente do IBC. Era noite e eu poderia estar descansando em casa com minha esposa e meu filho, mas eu saí, peguei o carro e fui até o local do evento.

O evento foi muito legal e, mais legal ainda, foi conhecer pessoas novas naquele dia. Chegando ao local do evento, eu encontrei uma pessoa que me segue na internet e ela veio se apresentar, ficou toda emocionada e até tirou fotos comigo. Eu também encontrei um rapaz que fez um projeto muito legal na área de Coaching e passamos a manter contato.

Por isso, é fundamental estar presente, ver a movimentação das pessoas e fazer novas amizades. Uma das sugestões que eu dou é: veja onde ocorrerão os próximos eventos da sua área de trabalho e participe deles!

Outra questão são as palestras gratuitas. Eu sempre recebo convites de bons palestrantes que dão palestras gratuitas, principalmente quando estão fazendo lançamento de livros em grandes editoras, então este também é o momento de você encontrar novas pessoas e reencontrar contatos antigos, Eu digo isso porque, às vezes, é muito fácil a gente se acomodar e não ir a estes lugares.

Uma forma que eu tive de criar relacionamentos profissionais – que eu acreditava ser estrategicamente legal para o meu conhecimento dentro da minha profissão – foi entrar em contato com alguns profissionais que eu já seguia na internet e fora dela, através de livros, e perguntar se poderíamos agendar um almoço ou um café para que a gente pudesse se conhecer. Na humildade, claro! Com isso, eu conversava com eles, criava projetos novos, eles me davam dicas importantes e acabavam até curtindo o meu trabalho.

Eu também comecei a participar de grupos de Master Minds, que são encontros de pessoas têm o mesmo propósito e se reúnem de tempos em tempos para discutir sobre seus negócios.

Essas foram algumas maneiras que eu achei para eliminar esse sentimento de solidão porque realmente você precisa ter uma forma de se fazer presente, principalmente quando você é coach ou um consultor que trabalha sozinho. Assim, você pode ver as coisas de outro ângulo, talvez observar algumas movimentações estratégicas para que você possa tomar decisões e, quem sabe, até encontrar pessoas que te dão um único insight e mudam sua visão das coisas!

Além disso, a internet é a sabotadora disso tudo. Eu mesmo utilizo muito a internet para fazer minhas coisas. Então é muito importante que você tenha isso em mente.

Considerações finais

Por fim, eu quero deixar uma grande dica para você: a primeira coisa que você pode fazer é criar uma agenda para você saber quais serão eventos que você se interessa em comparecer, quais são os próximos lançamentos que você pode ir, assistir uma palestra e talvez fazer novas amizades, entre outras situações.

Não se esconda a atrás do seu escritório ou atrás da sua mesa de trabalho. Se você é um executivo e precisa tomar uma decisão, por que não compartilhar isso com as pessoas que estão dentro da sua empresa? Talvez você não confie em algumas pessoas, mas certamente existem pessoas que você confia – idem para os seus liderados, idem para os outros profissionais que estão na mesma área que você! Se você é consultor ou coach, você pode ter certeza que tem pessoas muito legais que vão querer te ajudar a crescer.

Tenha em mente que a maior armadilha para a infelicidade profissional é adiar as coisas e adiar algumas decisões que você precisa tomar. Não caia na armadilha do “amanhã eu vou a este evento” ou “amanhã eu falo com tal pessoa”. Não caia nessa armadilha mesmo porque, profissionalmente, isso pode te prejudicar muito.

Espero que você tenha gostado dessa conteúdo! Você está passando por situações de solidão profissional? O que você acha que pode ser mudado? Deixe seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *